PDA

Ver Versão Completa : Trocar o pião ou a coroa deixa a moto mais econômica ?



GTSDIGITAL
22/01/2012, 08:25 AM
Minha moto é uma Transalp e lí em algum lugar que se eu trocar o pião ou a coroa por menos ou mais dentes eu consigo sentir a diferença no bolso, pois como a moto já tem um torque forte eu nem sentirei tanta diferença de perda de desempenho.

Quantos dentes tem o pião e a coroa da Transalp 2012 ?

Sir Camelot
22/01/2012, 10:28 AM
Tá fazendo quanto pra pensar em fazer uma modificação dessa?

GTSDIGITAL
22/01/2012, 10:36 AM
Tá fazendo quanto pra pensar em fazer uma modificação dessa?

Com o tanque cheio (17,5 litros) faço +/-240Km com uma velocidade entre 110Km/h a 130Km/h, e dando umas esticadas rápidas de vez em quando :D :D :D :D e acho que isso que consome mais rapido, assim quando o marcador já pisca ou antes mesmo quando só tem um quadrado no LCD eu já abasteço até o talo.

Na net dizem que ela faz 300Km com o tanque cheio e deve ser isso mesmo, mas tem como aumentar esta quilometragem mantendo esta velocidade cruzeiro ?

C4rignano
22/01/2012, 11:54 AM
amigo pelo que sei ate da pra fazer esse tipo de modificação em qualquer moto.

mas você vai ter uma diferença minima, vai mudar aproximadamente 500 rpm pra menos quando estiver na velocidade que você citou.

eu já pensei em fazer isso na falcon mas não vi vantagem, então continuei com a relação dela mesmo.

Sir Camelot
22/01/2012, 11:55 AM
Pra essa velocidade o consumo está bom.

Aumentando o pinhão voce consegue diminuir o giro dela, esse alongamento vai dar um pouco mais de final mas a moto fica preguiçosa em baixa rotação. Girando menos deve haver alguma redução no consumo, mas não sei dizer quanto seria de fato essa economia.

Pra cidade talvez não seja tão interessante já que rodamos mais em baixa rotação e uma relação longa é um pouco chato na cidade.

Na Versys tenho feito essa media também, com esticadas até 180 mais ou menos. Tá dentro do esperado.

MAU MAU
22/01/2012, 05:25 PM
A modificação pode mesmo ser feita mas aí ja entra a questão que vc vai sentir a mais "lenta" e vai querer compensar no acelerador.
A média ta boa pra velocidade que anda mas se quer mais economia basta evitar esticadas e giros altos, com certeza vai ter uma pequena redução no consumo !!!

GTSDIGITAL
22/01/2012, 09:30 PM
A modificação pode mesmo ser feita mas aí ja entra a questão que vc vai sentir a mais "lenta" e vai querer compensar no acelerador.
A média ta boa pra velocidade que anda mas se quer mais economia basta evitar esticadas e giros altos, com certeza vai ter uma pequena redução no consumo !!!

Pode crer, mas tem horas que você quer dar umas esticadasrapidas e isso que gera consumo kkkk.
Ha pensando bem, nem irei fazer modificação coisa nenhuma, deixa do jeito que está.....

VALEU!!!!

VitãoRJ
23/01/2012, 06:03 PM
Coroa menor na Ténéré me rendeu 500rpm a menos em escala. O problema no seu caso é a tomada de velocidade que é feita em um sensor no pinhão ( se não me engano ) e qualquer modificação no conjunto relação, roda e pneu traria problemas de aferição ao velocímetro.

OBS: Não fica TÃO mais econômica e o câmbio exige mais trocas.

Abraço!

GTSDIGITAL
23/01/2012, 10:28 PM
Coroa menor na Ténéré me rendeu 500rpm a menos em escala. O problema no seu caso é a tomada de velocidade que é feita em um sensor no pinhão ( se não me engano ) e qualquer modificação no conjunto relação, roda e pneu traria problemas de aferição ao velocímetro.

OBS: Não fica TÃO mais econômica e o câmbio exige mais trocas.

Abraço!

Pode crer, valeu!!!!

Matsuo
23/01/2012, 10:39 PM
Mexer na relação é complicado, você pode até baixar a rotação da última marcha, mas não terá o mesmo torque ao precisar acelerar por exemplo em uma ultrapassagem, a economia pode resultar em perda de segurança !!!

Matsuo

gervasio.castro
01/02/2012, 02:54 PM
Olá a todos,

vou meter o bedelho neste assunto. Realmente é interessante:

Escolher a relação ideal depende do tipo de percurso, da moto e do gosto pessoal.
Uma moto com relação mais "curta" (pinhão menor e/ou coroa maior) possui uma subida de giro mais rápida e mais força nas arrancadas e subidas dando uma sensação de motor mais esperto. Porém se a moto for muito reduzida, a moto passa a requerer trocas de marcha a todo instante fazendo o piloto perder tempo além de perder em velocidade final.
Uma moto com a relação mais "longa" (pinão maior e/ou corôa menor)ganha velocidade final e a impressão de motor mais "elástico" já que as marchas "rendem" mais. Devem-se testar várias combinações de relação para saber qual se adapta mais ao estilo do piloto e ao trajeto. Mas em 99% dos casos a relação ideal não está muito distante do que as fábricas recomendam para o modelo a não ser que você use uma moto de cross para fazer trilha.
O pinhão por ser a engrenagem menor é a que apresenta o maior desgaste. Deve ser escolhida uma relação onde o pinhão seja o maior possível. Por exemplo:

Pinhão Coroa Relação
11 41 3,72
12 45 3,75
13 48 3,69
Para a variedade de opções acima, foi calculada a relação de transmissão dividindo o número de dentes da coroa pelo número de dentes do pinhão. Quanto maior o número, mais reduzida à moto fica.
As três opções foram aproximadamente equivalente e a melhor escolha do ponto de vista da durabilidade é a 13 48 já que com o pinhão maior a tendência é ele durar mais além de forçar menos o eixo e o rolamento da caixa.

Quando eu fazia trilhas, participava de enduros e de acordo com a região, optava por uma relação mais ou menos curta. Tenho uma V-strom 1000 e recentemente troquei a relação, acabei optando por uma coroa com 2 dentes a mais, o que me proporcionou uma 6a. mais longa e uma economia de combustivel (já há varias medições fico proximo de 20 km/l) andando entre 100 e 120 km/h.
Percebi perda em velocidade final (acho que uns 10 km/h).

Entendo que com relação à segurança, somente uma troca muito significativa nos parametros da relação pode afetar.

Abs.,

leonardo13
02/02/2012, 04:11 AM
Gervasio acho que vc faloou tudo, mas creio que a perda de velocidade, seja devido não a relação, e sim ao sensor no eixo do pinhão igual havia comentado, ou seja a medição é feita direto no eixo independente da relação que vc usa, trocando a relação no por uma mais longa pode ter um erro no calculo da velocidade final da moto, no meu caso pinhão original 15 e coroa 45, substitui a coroa por 42, que também dava na mesma trocar o pinhão pelo de 16, porém tem a questão do desgaste do pinhão, se tivesse trocado o pinhão somente, pelo de 16 o mesmo tinha uma maior durabilidade, mas não foi o caso !!!
Quanto a velocidade final, na minha moto com a relação original 15 x 45, conseguia uma velocidade final de 175 normalmente (porém se comparase com uma moto com velocimetro de ponteiro a mesma iria marcar 165), pois a XT rouba para mais 10km/h com a relação original, após substituir pela relação 15 x 42 (mais longa), a mudança de marchas diminuiu, o consumo melhorou pouca coisa em medias velocidades, porém a velocidade final foi para 165 no painel (ai vem a duvida diminuiu a velocidade final ?), mas não diminuiu em nada a velocidade final !! Como a XT roubava para mais (10km/h) com a relação original, após colocar a coroa menor a velocidade ficou exata (testei com uma moto velocimetro de ponteiro e GPS), ou seja os mesmo 165 km/h que atinjo hj com ela, são na verdade os 175km/h falso que atingia antes, porém em medias velocidades deixa a moto menos quadrada em relação as tripidações e o consumo melhora pouca coisa !!!
Vantagens com uma relação modificada, mas nada que seja exagerado como no meu caso !!
Melhora minima no consumo (ainda vai depender do toque)
Velocidade marca conforme a realidade (Testado em GPS as duas coroas e em parelho com outra moto ao lado).

gervasio.castro
10/02/2012, 07:41 AM
Leonardo13,

legal a sua abordagem. Concordo com ela.

Abs.

frankfp
11/02/2012, 09:16 PM
Há ainda um outro aspecto que varia muito de moto para moto , a relação coroa pinhão e secundária que combina co a relação da caixa de marchas , por tanto cada modelo tem um comportamento diferente , não da para saber como ficara o resultado final só trocando mesmo , tem motos que uma marcha e curta e a marcha subseqüente e longa e ai temos uma enorme gama de combinação

frankfp
11/02/2012, 09:26 PM
Na teoria em ultima marcha e o acelerador todo aberto a rotação do motor tem que ficar cheia ou seja no limite de giro maximo , outro aspecto é a faicha de torque , ou seja em qual a rotação o motor tem mais força (toque) o que é muito importante para o bom aproveitamento de todo o conjunto ( economia , agilidade nas curvas, durabilidade do motor ) e esta combinação é muito ampla como dize no post anterior , não da apara saber se a moto vai ficar boa com a troca de relação sem fazer a experiência

ghamauricio
12/02/2012, 01:18 AM
Frank você pode optar por não deixar o motor cheio na última marcha, deixando-a como um ​overdrive​ - ou seja, seria uma marcha de cruzeiro e economia, não uma marcha de velocidade final.

Dá pra calcular qual vai ser o resultado - tanto no velocímetro quanto na velocidade final, mas eu não tenho competência técnica pra isso.

Lembrando que as medidas do pneu também fariam diferença nestas medições - mudar pra um pneu de perfil maior aumenta o raio e dá diferença na leitura do velocímetro / hodômetro.

Abraço!

leonardo13
12/02/2012, 09:09 AM
Mauricio !! Sim são dados tecnicos que consegue junto as especificações tecnicas da moto, quanto as marchas que citou, o pneu conta também, inclusive tenho um documento em excell para XT feito por alguém que usou esses dados que o Frank citou que varia de moto para moto de acordo com o comando da moto, e com esses dados ele conseguiu montar uma formula onde é possivel ter uma noção da velocidade por marcha, inclusive o quanto de diferença um pneu de maior ou menor perfil iria interferir, achei muito bacana, mas a formula não leva em consideração que assim que deixar uma relação muito longa perde-se cavalos de potencia na moto, logo a velocidade final iria dar quase na mesma, no maximo iria enganar o velocimetro como eu citei acima, mas existe sim um ganho de economia e velocidade final, porém nada de absurdo, apenas notavel !!!O investimento só conpensa caso seja necessario a troca da relação, e vc opte por uma relação ligeiramente mais longa, e se o preço não for muito alto em comparação a uma relação de medida original !!!!Ja que gastar muito para ter um minimo de retorno não conpensaria !!

Lima
02/03/2012, 06:09 PM
Mexer na relação é complicado, você pode até baixar a rotação da última marcha, mas não terá o mesmo torque ao precisar acelerar por exemplo em uma ultrapassagem, a economia pode resultar em perda de segurança !!!

Matsuo
Em uma utrapassagem se notar que a moto precisa de torque, baixe uma marcha, ela vai avançar, quando se faz um alongamento, um pinhão maior, ou uma coroa menor, ou a troca de ambos, geralmente a marcha mais rápida (velocidade) fica esticada, é penultima mais rapida fica no lugar dela, o alongamento faz efeito em todas as marchas, muitas vezes tem muito pouco influência na primeira marcha, devido o seu coeficiente muito reduzido, se v. gosta de viajar, não carrega garupa, não sobe em barranco (trilha), v. pode sim alongar a sua moto, terá economia de combustivel, é motor, fará uma viagem numa velocidade de cruzeiro,sem precisar de esgoelar o motor.

Lima
02/03/2012, 06:11 PM
Mexer na relação é complicado, você pode até baixar a rotação da última marcha, mas não terá o mesmo torque ao precisar acelerar por exemplo em uma ultrapassagem, a economia pode resultar em perda de segurança !!!<br>
<br>
Matsuo<br>
Em uma utrapassagem se notar que a moto precisa de torque, baixe uma marcha, ela vai avançar, quando se faz um alongamento, um pinhão maior, ou uma coroa menor, ou a troca de ambos, geralmente a marcha mais rápida (velocidade) fica esticada, é penultima mais rapida fica no lugar dela, o alongamento faz efeito em todas as marchas, muitas vezes tem muito pouco influência na primeira marcha, devido o seu coeficiente muito reduzido, se v. gosta de viajar, não carrega garupa, não sobe em &nbsp;barranco (trilha), v. pode sim alongar a sua moto, terá economia de combustivel, é motor, fará uma viagem numa velocidade de cruzeiro,sem precisar de esgoelar o motor, quanto a garupa se é uma estrada de boas condições (asfalto) pouca influência terá.
Na minha XRE300, eu coloquei um pinhão de 14 dentes, desenhei uma coroa de 37 dentes no autocad é mandei cortar em pantografo de corte de água em aço inox, alegria pura, velocidade de cruzeiro execelente,, com garupa ou sem garupa, o excesso de torque, digo execesso, transformei em velocidade, e consequentemente baixei a rotação.

Rosinholi
18/10/2012, 02:11 PM
Eu penso que cambio foi projetado para suportar um equilibrio de torques, um vindo do motor (Positivo) que faz acelerar e outro vindo da roda (Negativo) que se opõe ao torque do motor, claro o torque do motor vence, mas se alterar esta relação de coroa e pinhão isto vai se refletir no torque (Negativo) que vem da roda, e este torque pode variar em função seu peso e do garupa, e não é certeza que as engrenagens do cambio aguentem e "acho" que isso deixa o cambio fora da garantia.

leonardo13
19/10/2012, 02:31 PM
Rosinholi o que vc disse é o mesmo de uma pessoa mais magra usar a moto, ou uma pessoa mais pesada, ou melhor ainda uma homem de 100 kilos, anda no dia a dia com a moto sozinho exerce um peso na relação, e quando ele coloca sua mulher na garupa vai para 160 kilos, quem garante que não pode ser mais ou menos, a relação tem que ser projetada para aguentar o mais e o menos nessas diferenças, o que vc diz nada mais é do que isso !!

Hugo Falcão
24/10/2012, 01:35 AM
Recentemente troquei o kit de relação da minha T250.
O original tem pinhão de 13 dentes e coroa de 40.

Coloquei o kit da DID, com pinhão de 13 e coroa de 39 dentes.
A moto ficou mais gostosa de pilotar na cidade, pois alongou um pouco mais a relação, ou seja, as mudanças de marcha ficaram menos frequentes. Antes eu tinha que passar marcha com mais frequência em determinados trechos. Agora, a quantidade de troca de marchas ficou menor.

A moto perdeu pouquíssimo torque, não senti muita diferença. Mas ganhou em velocidade final.
Um amigo do Ténéré Club fez a mesma troca que eu e ainda realizou alguns testes, com o auxílio de um GPS para aferir a velocidade real da moto.

Antes, com a relação original, a moto marcava, por exemplo, 100km/h mas, no GPS, que é mais preciso, marcava 93km/h, ou seja, o velocímetro não dava a velocidade real. Depois da troca da relação o velocímetro passou a dar a mesma velocidade que o GPS. Então, antes a moto dava menos velocidade final que depois da troca do kit de relação. E eu senti isso mesmo, velocidade final um pouco maior que antes. Dá pra sentir até na sensação de velocidade, esquecendo o velocímetro, por exemplo!

Assim sendo, o consumo vai depender da mão do piloto, como sempre. Como vai ter mais velocidade final, vai consumir mais em altas rotações mas, em baixas, o consumo será menor.

Bom, vou ficando por aqui... :)
Abração a todos.

padosan
08/12/2012, 03:20 PM
Boa tarde amigos.
Eu troquei o pinháo da minha e ficou bem melhor tanto no desempenho como no consumo, caso queira informações deixei postado aqui no site.
Abraço