Menu

portalbigtrails.com.br/forum

 

Muitas surpresas no teste com a nova V-Strom

Rodar com elegância, suavidade e tranquilidade é que sentimos com as seis marchas e injeção eletrônica de dupla borboleta.

Com outra “beldade” testada, me atrevi a compará-la a um sabiá, hoje com o que me foi oferecido para teste, comparo a nova V-Strom a uma “fera”, mas que também desliza suave e freia eficientemente se necessário, logo, eu a comparo a um felino, ou melhor, uma “Pantera”.

A proposta é muito simples: compare o “olhar”, figura formada pelo duplo farol, que além de bonitos iluminam muito bem. Ao girarmos o da direita responde rapidamente e da mesma forma desacelera com maestria. O “rugido” do motor V-Twin de 645cm³ é harmônico e identificamos bem os 67 CV a 8.800 rpm.

Os duplos freios dianteiros (310 mm) e simples traseiro (260 mm), com ABS (importantíssimo) que monitora a velocidade da roda e adapta a capacidade de frenagem à tração, fazem esta “fera” parar eficientemente, claro que para isto o chassi mais rígido com dupla longarina e balança em liga de alumínio, completam o conjunto, e fazer curvas tanto em alta quanto em baixa, são feitas com segurança e sem qualquer surpresa.

O modelo que testamos veio equipada com alguns opcionais: bolsas laterais, traseira e no tanque (tipo porta trecos). Destaco o generoso para-brisas, companheiro muito bom em estrada, tornando a viagem, ou passeio, muito agradável, sem cansar com a força do vento. Observo ao leitor que para o teste realizado optei por fazê-lo sem as bolsas, para que pudesse extrair ao máximo das suas qualidades no trânsito urbano, pois com 835 mm de largura total, é bem fácil circular nos “corredores” desta cidade de trânsito complicado.

O confortável assento com 835 mm de distância ao solo e o “encaixe” para pernas no tanque de 20 litros (excelente autonomia para longas viagens), deixam o piloto em posição bem confortável.

A nova V-Strom é bem ágil e maleável com 1.560 mm entre eixos, é bem generosa em manobras, sem nenhuma dificuldade, passou de primeira. Pneus Dianteiro 110/80 R19 M/C (59H), sem câmara e Traseiro 150/70 R17 M/C (69H), também sem câmara. Peso total em ordem de marcha (mínimo de 90% de líquidos abastecidos) 214 Kg.

Rodar com elegância, suavidade e tranquilidade é que sentimos com as seis marchas e injeção eletrônica de dupla borboleta (SDTV), que melhoram e combustão e torque tanto em baixas quanto em altas rotações mantendo o consumo em níveis baixos. Destaco que também possui um “Controle de Marcha Lenta” que ajusta a marcha lenta automaticamente conforme a temperatura do motor.

Me chamou muito a atenção o fato de pouco esquentar as pernas e o pouco ruído. O painel de instrumentos em LCD é bem completo com brilho ajustável, possui velocímetro, contagiros analógico, hodômetros total e 2 parciais, medidores de temperatura, indicador de marcha engatada (muito prático), combustível (ótimo) e luzes indicadoras em LEDS.

A suspensão dianteira: pré-carga da mola ajustável, na suspensão traseira, também conta com ajuste de pré-carga da mola, onde o piloto faz o ajuste de rigidez através de um regulador, tornando a pilotagem confortável em qualquer condição de terreno.

A nova V-Strom 650 Abs é oferecida nas cores branca e azul, com preço sugerido em R$ 34.900.

Fonte: J. Dionysio

voltar ao topo

Fórum